Promessa é dívida, e fui conhecer Venda Nova do Imigrante de Bicicleta.

O pessoal da X-mountain, loja de bike em Venda Nova do Imigrante –ES, me convidou para um passeio pela região.

Venda Nova fica em uma região montanhosa, culinária típica e muito café. Boa parte dos cafés especiais do Espírito Santo são produzidos lá e nas redondezas.

A X-mountain é uma loja de bicicletas que representa hoje a marca Audax no estado. Já citei em outro vídeo o quão interessante é a forma desta empresa atuar, e o envolvimento que ela tem com clientes, amigos e com a própria região.

Eu e mais uma, éramos os únicos ciclistas com bicicletas de marcas diferentes no pedal. É incrível a quantidade de Audax Bikes que circula pela cidade, fruto de um bom trabalho, com certeza.

Sendo assim, não tive como fugir das piadas e indiretas para fazer parte deste time. Ai veio a questão, trocar ou não de bike?

Será que vale a pena sair de um das bikes mais conceituadas do mercado e que estou adaptado, por outra que não sei se vou me adaptar.

O que colocar na balança para tomar essa decisão?

Como produtor de conteúdo e canal que fala exclusivamente de ciclismo, ainda tenho muitas duvidas em relação as marcas e bikes que existem no mercado.

Acredito etá na hora de ter novas experiencias e porque não conseguir um apoio de uma marca para fortalecer o canal.

Trocar ou não trocar de bike? Eis a questão!

Ando com um Bike Specialized Epic S-works HT e estão me incentivando a ir para nova Auge 50 da Audax (Será lançada em breve), ou Audax Auge 40, ambas 2019.

Deixo agora com vocês: Devo ou não sair da Specialized e ir para outra marca de bicicleta?

Seria a Audax ou sugerem outra marca de bicicleta?

Deixe nos comentários do vídeo sua opinião!!

[wp_bannerize group="Banner MXbikes" no_html_wrap="1" categories="3,9,17" random="1" limit="1"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *