Quer saber qual a diferença entre as modalidades do MTB o XCM e XCO? Explicamos neste vídeo e aproveite pra ver o reconhecimento da pista de Itabirito 2018.

Dia de reconhecimento do circuito de XCO, etapa que ocorre dia 02 de Setembro de 2018 em Itabirito. Aproveitando a oportunidade e minha primeira prova de XCO, para comentar um pouco sobre as diferenças das modalidades que compõe o MTB Cross Country nacional.

Uma pista montada em Itabirito, traçada desta vez pela Avelar Sports para a 3 etapa da Copa Internacional Estrada Real. Simplesmente sensacional, com muitos trechos técnicos, singles saltos e cascalho.

A pista inicia no alto do Cristo, por uma pista de paralelepípedo, e logo depois encontramos os singles. Por esse fato a largada deve ficar embolada na etapa e as posições vão ser possivelmente decididas, volta a volta, nos momentos de subidas principalmente.

A singles são velozes, porem com curvas bastante escorregadias, o que exigira dos atletas bastante explosão para as retomadas de aceleração, além da técnica para enfrentes as curvas de cascalho, drops e saltos.

As diferentes modalidades do Mountain bike

Outro assunto do vídeos, muito questionado em comentários, é o porquê das siglas no Mountain bike, como o XCO, XCM, XCP, XCS e outros.

Aproveitando minha primeira prova de XCO, vou responder essa pergunta e qual a minha opinião da real diferença entre elas.

Cross Country Olímpico (XCO)

São provas disputadas com várias voltas em um circuito com subidas e obstáculos oferecidos pelo terreno.

A largada é em grupo e o vencedor é o atleta que completar no menor tempo o número de voltas definido pela organização do evento, exige muito preparo físico e técnico .

Cross Country Ponto a Ponto (XCP)

São provas com menos de 60Km, normalmente disputadas em percursos com predominância de estradas de terra.

No Brasil, muitos organizadores denominam este formato de prova como Maratona, embora estas exijam quilometram mínima de 60Km.

Cross Country Maratona (XCM)

As provas de XCM tem percurso acima de 60Km e até 160km. Cross Country Eliminator (XCE) São provas curtas e dinâmicas, a pista tem que ser 100% pedalável e normalmente não possui trechos de single track.

A competição é estruturada em baterias onde a cada volta, o ultimo atleta a cruzar a linha de chagada vai sendo eliminado.

Cross Country Short Circuit ou Short Track (XCC)

São provas rápidas e intensas. São disputadas em circuitos curtos, de até 2Km, em baterias 30m a 1h, e a largada é em grupo, normalmente, de pelo menos 15 atletas. O percurso pode possui obstáculos naturais e/ou artificiais.

Cross Country Time Trial (XCT)

Nas provas de XCT os atletas largam individualmente contra o relógio, ou seja, buscando fazer o menor tempo possível no percurso.

Cross Country Stage Race (XCS)

Provas de Cross Country disputadas em pelo menos 3 e no máximo 9 etapas, realizadas em dias consecutivos. As etapas das provas de XCS podem ter diferentes formatos, exceto o XCE. Popularmente provas de XCS com muitas etapas de XCM são chamadas de Ultramaratonas, mas para a UCI a denominação é XCS.

[wp_bannerize group="Banner MXbikes" no_html_wrap="1" categories="3,9,17" random="1" limit="1"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *