A CeramicSpeed Driven conquistou o premio EuroBike Award neste ultimo dia 8 de Julho de 2018.

A fabricante Ceramicspeed Driven apresentou um novo conceito em transmissão para bicicletas e possivelmente, podemos afirmar que estamos diante de uma nova tecnologia que promete no mínimo movimentar a indústria das bicicletas, eliminando por completo o antigo modelo de transmissão.

A CeramicSpeed Driven apresenta novo conceito de transmissão para bikes

A fabricante Ceramicspeed apresentou um novo conceito em transmissão para bicicletas e possivelmente, podemos afirmar que estamos diante de uma nova tecnologia que promete no mínimo movimentar a indústria das bicicletas, eliminando por completo o antigo modelo de transmissão.

Há anos não vemos mudanças ou propostas como esta, a qual a fabricante afirma ser cerca de 99% eficiente, tento apresentado em testes apenas 1% de perda de potência nas pedaladas.

Um Sistema mais eficiente

Esse novo sistema de transmissão, elimina os convencionais cassetes, correntes, câmbios e “polias”, o que permite a ele toda essa eficiência quando falamos em potencia, a qual, nos modelos convencionais, é desperdiçada pela fricção gerada pelos componentes; cerca de 49% menos fricção que um modelo topo de linha, como o Shimano Dura-Ace.

Basicamente o sistema funciona com uma espécie de eixo Cardã, feito em fibra de carbono e que tem em cada extremidade um conjunto de rolamentos (Conceituados rolamentos da CeramicSpeed), que se encaixam nos dentes da coroa e do novo Cassete, que possui um formato linear, diferente dos atuais, que são cônicos.

Como funciona o Driven da Ceramicspeed?

Esses rolamentos, rolam nas cavidades do cassete, tendo ali a menor perda de energia possível por fricção. Além disso, o sistema possui apenas 2 pontos de contato, diferente dos 8 pontos de contato de um sistema convencional.

A ceramicSpeed, apresentou na Eurobike um Cassete de 13 velocidades, mas de acordo com a fabricante, o sistema possibilita inúmeras combinações de cassete, o que tornaria o tamanho da roda o limite para tal composição.

A troca de marchas é feita por meio eletrônico, através de um motor instalado dentro do eixo cardã, e ainda contará com um medidor de potencia próprio.

No mínimo uma revolução, simplificando o numero de peças que compõem um tradicional sistema de transmissão, na nossa opinião, mais aerodinâmico, mais leve e como a própria marca diz, mais eficiente.

Há anos não vemos mudanças ou propostas como esta, a qual a fabricante afirma ser cerca de 99% eficiente, tento apresentado em testes apenas 1% de perda de potência nas pedaladas.

Esse novo sistema de transmissão, elimina os convencionais cassetes, correntes, câmbios e “polias”, o que permite a ele toda essa eficiência quando falamos em potencia, a qual, nos modelos convencionais, é desperdiçada pela fricção gerada pelos componentes; cerca de 49% menos fricção que um modelo topo de linha, como o Shimano Dura-Ace.

Basicamente o sistema funciona com uma espécie de eixo Cardã, feito em fibra de carbono e que tem em cada extremidade um conjunto de rolamentos (Conceituados rolamentos da CeramicSpeed), que se encaixam nos dentes da coroa e do novo Cassete, que possui um formato linear, diferente dos atuais, que são cônicos. Esses rolamentos, rolam nas cavidades do cassete, tendo ali a menor perda de energia possível por fricção.

[wp_bannerize group="Banner MXbikes" no_html_wrap="1" categories="3,9,17" random="1" limit="1"]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *